Galera Vermelha

Vicentinho percorre interior defendendo liberdade e candidatura de Lula

Deputado fez prestação de contas na região de Bauru

O deputado federal Vicente Paulo da Silva, o Vicentinho(PT) continua percorrendo as cidades de todo o Estado de São Paulo. Nesta segunda -feira (22) o petista esteve em Bauru, no interior do Estado, onde participou de encontro com apoiadores na sede da Central Única dos Trabalhadores (CUT), assentados do Horto Aimorés, e fez prestação de contas do mandato. Vicentinho esteve também nas cidades de Pederneiras e Barra Bonita.

Nas conversas que manteve com os moradores da região o petista ressaltou a perseguição que estão fazendo contra o presidente Lula, preso injustamente para tirá-lo da disputa eleitoral deste ano. “O Lula é o nosso candidato a presidente e viemos aqui reafirmar isso. A prisão dele, inclusive, fez muita gente que estava afastada do partido voltar, se mobilizar, pois entende que a prisão dele foi política, para tirá-lo do processo eleitoral. É um momento de luta, por tudo o que o País vem passando desde o impeachment da Dilma Rousseff, a retirada de direitos do trabalhador, o congelamento de gastos com social no Brasil”, comenta.

No encontro, Vicentinho mostrou as emendas parlamentares destinadas a Bauru nos últimos anos, que totalizaram pouco mais de R$ 1,5 milhão. As mais recentes foram em 2017, no valor de R$ 255 mil para aquisição de patrulha mecanizada, e neste ano, R$ 330 mil para investimentos na agricultura familiar, solicitadas pelo ex-secretário municipal de Agricultura, Chico Maia, que acompanhou a visita. Os demais recursos foram entre 2008, 2009 e 2010, para estrutura na cidade.

O deputado lembrou que as emendas são discutidas por um Conselho, formado por pessoas de todo o Estado, que apontam as necessidades de recursos e acompanham a aplicação dos recursos. Por fim, Vicentinho destacou alguns dos projetos de lei de sua autoria, como a aprovação do Dia da Umbanda, o Dia do Candomblé – em análise pela Câmara dos Deputados – e a proposta de transformação destas religiões em patrimônio da cultura brasileira. “Sou católico, mas entendo que o respeito deve prevalecer, para que todas as pessoas possam ter o direito a manifestar sua religião, seja qual for”, defende. Ele ainda cita projetos relacionados aos direitos dos aposentados, um deles para isenção de pedágios. Até hoje, ele apresentou cerca de 120 projetos de lei.

Fonte: JCNET

 

Tags
Veja mais
Close