Galera Vermelha

Vereador Edvânio Mendes do PT denuncia descaso na saúde de Embu das Artes

Petista garante que continua trabalho mesmo não tendo projetos aprovados

Em Embu das Artes o vereador do PT Edvânio Mendes, tem lutado contra os desmandos do prefeito Ney Santos (PRB) suspeito de crimes e corrupção. Um dos setores que mais tem levado a população da cidade ao sofrimento é a Saúde que vive um verdadeiro caos.

Em entrevista ao site Galera Vermelha ele falou sobre os problemas, sua atuação como oposição que impede que seus projetos sejam aprovados no legislativo e como viu a prisão injusta do presidente Lula.

ENTREVISTA
1) Como tem sido ser oposição ao prefeito de Embu?

O fato de ser oposição encaro com muita naturalidade até pelo fato de vir de comunidade eclesial de base, de sindicatos, de movimentos sociais e hoje faço um trabalho com associação de moradores aqui no Embu das Artes. Então não é fácil mas temos uma boa aceitação da própria comunidade dos moradores até diante do fato do prefeito vir de uma linhagem muito ruim, com a imagem muito ruim. É claro que com a maquina você tem uma facilidade para trabalhar, mas temos muitos parceiros dentro da cidade conseguindo trabalhar com mais tranquilidade. Hoje eu e a Rosângela Santos somos os vereadores do PT. Hoje temos uma unidade firme nas questões

2) O senhor tem conseguido aprovar seus projetos no Legislativo?

Na Câmara nossos projetos não passam. Só para você ter uma ideia o meu projeto criando o disque denuncia frente a mulher, o Guardião Cidadã e outros projetos que tramitam na Câmara eles não deixam passar nenhum. Uma simples indicação para ajudar a comunidade também não passa. Entre 17 vereadores somos dois do PT. Até então éramos 3 mas 1 foi expulso e hoje é o líder do governo. Fazemos oposição com responsabilidade.

3) O senhor tem usado a tribuna para denunciar o descaso na Saúde da cidade. Qual é a situação real vivida pela população?

Na saúde o governo do atual prefeito está deixando a desejar. Terceirizou algumas situações e na realidade a questão básica da saúde que é o ponto mais importante da cidade você vai não tem ginecologista, vai procurar um clinico não tem, vai procurar um remédio. No plano de governo do atual prefeito ele colocou  como prioridade a saúde, fez muita campanha focando neste setor e não consegue fazer um serviço adequado. Ele fez compromissos cm alguns vereadores que indicaram gente sem capacitação para gerenciar as Unidade Básicas. Sem conhecimento esses gerentes não conseguem dialogar com os médicos porque não tem uma postura boa, não tem conhecimento, não conseguem falar com os enfermeiros também e muito menos com a comunidade. Os caras são só agentes políticos.

4) Parece que nos Pronto Socorros da cidade o caso é grave?

Na questão dos prontos socorros filas imensas. Uma cooperativa assumiu os dois Pronto Socorros que nós temos aqui com filas de 3 a 4 horas espera, também falta medicamentos e médicos. Tem semana que o PS central é pra ter 4 médicos e acaba só tendo 2, enquanto na pediatria nem tem. Aqui falta o básico do básico e como estratégia disseram no inicio do governo  que teria o fila zero que não funcionou e foi uma propaganda enganosa e a situação continua critica.

5) Como o senhor viu a prisão política do presidente Lula?

Eu estou da mesma forma que a maioria dos brasileiros estão. Eu fui a São Bernardo e só sai a hora que ele saiu. Eu me emocionei muito ao ver famílias lá bem como muitos jovens, me emocionei. Lula está sendo injustiçado.

Tags
Veja mais
Close