Diário do Golpe

Tacla Duran diz que Sergio Moro criou a República da Mordaça

Advogado não pode depor a favor de Lula porque Moro não quer

O ex-advogado Odebrecht Rodrigo Tacla Duran está depondo desde o início da manhã de hoje, terça-feira (05), por vídeo conferência, direto da Espanha, na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados, em Brasília.

O advogado está levando ao conhecimento dos parlamentares, e da opinião pública brasileira, fatos que foram desconsiderados pelos procuradores da Operação Lava Jato que mostram claramente o direcionamento do juiz Sergio Moro com o objetivo de perseguir o PT e o presidente Lula.

Em um discurso antes das perguntas dos parlamentares, Duran fez uma crítica dura ao juiz Sergio Moro. “O que temos hoje é a mordaça colocada pelo juiz Sergio Moro”.

Entre as informações reveladas pelo advogado está o fato de Moro ter se recusado a ouvi-lo como deveria na Lava Jato. “O Doutor Moro me ofendeu no Roda Viva sem a menor cerimônia. Quebrou o decoro. Me prejulgou e me condenou”, destacou.

A grande imprensa golpista composta por veículos como TV Globo, os jornais Folha de SP e Estadão, entre outros deixaram de lado o depoimento chegando a nem noticiar nas páginas principais de seus portais, bem como nas transmissões ao vivo.

A princípio Tacla confirmou que há um esquema de venda de delações e ocultação de pessoas em determinadas delações principalmente para continuar de maneira criminosa mantendo preso o presidente Lula, que hoje é um preso político.

Acompanhe em tempo real o depoimento de Tacla Duran.

CLIQUE AQUI

Fonte: Revista Fórum

Tags
Veja mais
Close