Galera Vermelha

Suplicy denuncia abandono de população em situação de rua

Na madrugada de domingo (17), mais um menino morreu na escadaria da Catedral da Sé

O vereador de São Paulo pelo Partido dos Trabalhadores (PT), Eduardo Suplicy, denunciou em sua página pessoal mais uma morte de um menino em situação de rua. A criança faleceu no domingo (17), às 14h, na escadaria da Catedral da Sé, cartão postal da cidade de São Paulo.

Essa é a terceira criança que morre em dois meses no município, e há um agravante, de acordo com o vereador. O padre Júlio Lancelloti, vigário episcopal para o povo da rua, vem sofrendo ameaças de morte por aqueles que querem expulsar à força as pessoas que não tem os meios de sobrevivência para conseguirem uma moradia digna.

E os números são alarmantes, em 2015 eram 16 mil pessoas em situação de rua na cidade, atualmente esse valor é estimado em 25 mil.

“Nestes últimos dias, o padre Júlio tem alertado para a violência que tem caracterizado a ação da GCM e da PM na Cracolândia, embaixo do Viaduto Jaceguai e outros lugares. As ações são realizadas com bombas de gás lacrimogênio e balas de borracha”, alertou Suplicy.

O vereador recomentou ainda a entrevista feita por Tatiana Merlino, da Carta Capital, com o padre Júlio em vídeo que segue abaixo.

Tags
Veja mais
Close