Diário do Golpe

Sem decolar nas pesquisas, Alckmin “O Santo” (PSDB) teria recebido R$5 milhões de caixa dois

Relatos ao MP apontam que fato ocorreu na campanha de 2010

Trensalão, Máfia da Merenda, superfaturamento de contratos…   Com o pior desempenho nas pesquisas, entre todos os candidatos tucanos desde 1994, o ex-governador de São Paulo e pré-candidato à presidência da república, Geraldo Alckmin (PSDB) coleciona mais um caso de recebimento de dinheiro ilegal: de acordo com executivos da concessionária CCR, a campanha do pessedebista ao Palácio dos Bandeirantes, em 2010, recebeu doações ilícitas no valor de R$5 milhões.

Funcionários da empresa teriam confirmado ao MP (Ministério Público), o pagamento ao tucano, intermediado pelo empresário Adhemar Ribeiro, cunhado de Alckmin.

Vale lembrar que o ex-governador tucano é investigado por improbidade administrativa em outro procedimento do MP sobre os pagamentos de caixa dois da Odebrecht também à sua campanha de 2010, que investiga suposto repasse de R$ 10,3 milhões a Alckmin.

Tags
Veja mais
Close