Galera Vermelha

Ronald Sorriso e escolhido pela JPT como novo secretário nacional

Integrante da CNB Sorriso agregou todas as correntes internas da entidade

Nesta segunda-feira (04) o carioca Ronald Sorriso, que foi escolhido no último final de semana como novo secretário Nacional da Juventude do PT, participou de uma live na página do Galera Vermelha no Facebook.

Sorriso aproveitou a oportunidade para agradecer aos mais de 1,2 mil participantes do evento, o qual marcou a renovação da Secretaria com uma característica positiva: todas as correntes internas da entidade mostraram, unidade na decisão, sem rachas ou fissuras, em uma situação construída pelo diálogo.

Durante mais de 30 minutos o novo secretário Nacional da JPT contou detalhes do evento e como conseguiu ser um ponto de convergência entre os jovens petistas. “Foram mais de mil e 200 pessoas credenciadas, mas muita gente, inclusive eu, não conseguiu se credenciar. Então acredito que participaram ali umas mil e 400 pessoas. Só de delegação internacional veio uma turma do Paraguai, que eram 23, tinha uma galera  do Chile que não entrou nas estatísticas, o que mostra que tivemos um Congresso gigante, representativo, internacionalista e que demonstra que o sonho e a luta do PT permanecem vivos”, destacou.

O Congresso também tirou uma Resolução que aborda questões importantes sobre a luta pela democracia, passando pela prisão política do presidente Lula que é o pré-candidato a Presidência do PT. “Lula é há quase dois meses um preso político, numa prisão oriunda de um processo sem provas, organizado pela Operação Lava Jato com a anuência do STF e as ameaças do Exército”, ressaltou Sorriso.

Sobre a prisão arbitrária do presidente Lula, o dirigente garantiu a JPT vai construir uma base eleitoral de 40% ou mais dos votos para Lula, para constranger o Judiciário ao ponto de fazê-lo cumprir a lei, e soltar o preso político Lula.

O secretário Nacional de Finanças e Planejamento do PT, Emidio de Souza, que é pré-candidato a deputado estadual por São Paulo, também participou da transmissão parabenizando Sorriso, empenhando seu apoio ao novo secretário. “Fiquei feliz com a sua eleição e com o resultado do Congresso, um resultado político fabuloso. Conte comigo aqui na direção nacional. Nós sabemos da importância e a determinação da nova direção e para nós é fundamental saber que o Congresso da JPT fecha um período de renovação”, finalizou.

Ronald Sorriso começou a militar no movimento estudantil do Rio de Janeiro. Foi coordenador geral do Grêmio da ETE Henrique Lage – FAETEC Niterói em 2008, e no ano seguinte se tornou diretor fundador da União Estadual dos Estudantes Secundaristas (UEES-RJ). Entre 2010 e 2013, foi vice-presidente e secretário geral da União Estadual dos Estudantes (UEE-RJ). Já de 2013 a 2105, foi vice-presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE). Finalmente, de 2015 até o ano passado, ocupou o cargo de secretário estadual da Juventude do PT do Rio de Janeiro.

Confira a íntegra da resolução extraída do Congresso Extraordinário da JPT

1) Dois anos de golpe arremessaram o Brasil no caos social e ameaçam o presente e o futuro da juventude e dos trabalhadores.

2) Lula é há quase dois meses um preso político, numa prisão oriunda de um processo sem provas, organizado pela operação lava jato com a anuência do STF e as ameaças do exército. O mesmo acontece com nossos companheiros presos injustamente, José Dirceu, João Vaccari Neto e Delúbio Soares, vítimas de processos fraudulentos, alimentados pela indústria da delação premiada.

3) Essas prisões aprofundaram o Estado de Exceção no Brasil e se combinam com a política do governo golpista de Michel Temer. Ambos atendem diretamente aos interesses do capital financeiro internacional, do Imperialismo (principalmente dos EUA) que, frente a crise do capital para garantir a sobrevivência do sistema, desenvolve uma ofensiva contra todos os povos ao redor do globo.

4) São estes mesmos interesses do capital financeiro que estão por trás dos bombardeios à Síria, do inaceitável massacre de crianças palestinas – e o impedimento ao retorno de seu povo.

5) É o que está por trás da manutenção da miséria no continente africano, da ofensiva contra os direitos trabalhistas na Europa, da ofensiva estadunidense contra a China e Rússia e suas tensões com a Coréia do Norte, das tentativas de ingerência na Venezuela, com um bloqueio econômico, enfrentado bravamente pelo povo venezuelano que reelegeu Maduro recentemente, além da assembleia constituinte.

6) É o que está por trás do golpe no Brasil. Um golpe parlamentar, jurídico, midiático, que retirou do governo a presidenta Dilma e o Partido dos Trabalhadores, mas foi muito além, avançando o desmonte da soberania nacional, a manutenção do caráter dependente da economia aprofundando, a precarização do trabalho e a desindustrialização, o ataque as liberdades democráticas e a retirada dos direitos da classe trabalhadora, que são objetivos estratégicos que unificam a coalizão golpista.

7) Começou por reverter a lei do Pré Sal, importante conquista dos governos Lula e Dilma, cujos royalties estavam destinados à saúde e educação, para entregar o Petróleo brasileiro para as multinacionais e visa ainda atacar a soberania nacional com projetos de privatização da própria Petrobras, da Eletrobras e demais empresas públicas estratégicas.

8) Acabou com a sequência de ampliação dos investimentos em saúde e educação nos anos de governos do PT para aprovar a emenda Constitucional 95 que congela os investimentos em áreas sociais, deixando estranguladas as universidades públicas, paralisando a expansão de universidades e escolas técnicas, diminuindo as verbas para o FIES e, mais recentemente, colocando fim ao programa Farmácia popular.

9) Acabou com a valorização do salário mínimo. Aprovou uma reforma trabalhista que rasga direitos dos trabalhadores e com a queda no investimento social provocou a ampliação do desemprego que já chegou a casa dos 13%, que na juventude já alcança os 30%, enquanto 1 em cada 4 jovens está sem trabalhar e sem estudar.

Tags
Veja mais
Close