Galera Vermelha

Paulo Pimenta aponta parcialidade em postura do juiz Sérgio Moro

Magistrado alegou falta de tempo para julgar PSDB, entretanto, interrompeu férias para interferir na liberação de Lula

O deputado federal Paulo Pimenta criticou em sua página pessoal a parcialidade do juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, que no dia 11 de junho de 2018, decidiu abrir mão de julgar processo que envolve corrupção nos pedágios do Paraná, no qual figura como réu o ex-braço direito de Beto Richa (PSDB), Carlos Felisberto Nasser, ex-titular da Casa Civil.

Segundo denúncia, o esquema criminoso de corrupção, associação criminosa e lavagem de dinheiro envolvia o Grupo Triunfo, incluindo a Empresa Concessionária de Rodovias do Norte (Econorte), concessionária da exploração de rodovias federais no Paraná, que teria efetuado pagamentos por meios ilícitos, de vantagens indevidas a agentes da Administração Pública Estadual.

Moro alegou como justificativa para não querer mais julgar o caso a falta de tempo. Menos de um mês depois, o mesmo juiz, de férias desde 2 de julho e voltando ao trabalho somente no dia 31, interrompeu suas férias em Portugal para interferir ilegalmente contra Lula, ligando para a Polícia Federal ordenando o descumprimento de ordem judicial, o Habeas Corpus concedido pelo desembargador Rogério Favreto.

Tags
Veja mais
Close